Mostrar mensagens com a etiqueta #[do nome]. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta #[do nome]. Mostrar todas as mensagens

março 03, 2016


"é um homem anónimo: morte encerrada na morte. O seu nome morreu quando morreram os que o chamavam. E o tempo serviu-lhe para arrancar todas as raízes. Liberta, a morte repetiu-se."

Rui Nunes,
Os Olhos de Himmler, Relógio d'Água, 2009

outubro 27, 2015

"Watt preferia ter de lidar com coisas de que não sabia o nome, embora também isso lhe fosse penoso, a ter que lidar com coisas cujo nome, o nome comprovado, já deixara de ser o nome delas, para ele. É que, para uma coisa de que não sabia o nome, sempre podia esperar que havia de aprender-lhe o nome, um dia, ficando sossegado. Mas não podia esperar o mesmo no caso de uma coisa cujo verdadeiro nome cessara, súbita ou gradualmente, de ser o verdadeiro nome para Watt."

Samuel Beckett (1953)
Watt,  Assírio&Alvim, 2005

julho 31, 2015


28
ficas longe dos nomes
que tecem o silêncio das coisas

Alejandra Pizarnik
Antologia Poética, O correio dos Navios, 2002

fevereiro 23, 2014

Raquel Nobre Guerra

Pelicano

enquanto o teu nome não for 
um estado restrito de universo
uma sensação de seres colhido
pelo camaroeiro do Tejo alma
ideia de ser antigo entrar em deus
                                                           por mim

enquanto for semântica na boca

a paixão dos homens e vier um deles 
com pedras macias de dominação
                                                            não direi 

que é inumerável o corpo sendo muitos ou sábio
que as línguas de fogo hão-de tomar a pele 

como texto
                                                              sacro


Raquel Nobre Guerra (Groto Sato, 2012, p.27)