Mostrar mensagens com a etiqueta #Antonio.Ramos.Rosa. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta #Antonio.Ramos.Rosa. Mostrar todas as mensagens

janeiro 01, 2015

©raquelsav2015

Para que uma só coisa
vibre
na sua presença nua
para além da conjugação dos possíveis 

é preciso que o silêncio a dispa 
e o seu nome seja o seu próprio pudor 

António Ramos Rosa, Antologia Poética